Na Flor da Idade: Projeto Arvorar Jovem promove experiência inédita nas férias do meio do ano

11 de junho de 2024
0 Comentários

Adolescentes terão oportunidade de vivenciar a cidade em atividades de grupo

Um respiro para quem está na flor da idade. É o que promete o Arvorar nas Férias. A iniciativa do projeto Arvorar Jovem, idealizado pelo casal formado pela psicoterapeuta Faezeh Shaikhzadeh e o psicólogo Eduardo Santos, tem como proposta levar os jovens para viver a cidade nos períodos de férias escolares. Uma geração da hiperconectividade, o convite é para viver a cidade, ter contato com a natureza e momentos de conexão real com pessoas da mesma idade. “Esta é a primeira vez que o Arvorar nas Férias acontece no recesso de meio do ano. Fazemos sempre em dezembro e janeiro, mas atendendo a pedidos dos pais, lançamos essa edição para os meses de junho e julho”, explica a educadora parental Faezeh Shaikhzadeh. Nesta temporada inédita, o Arvorar nas Férias terá aventuras turísticas por Salvador com passeios que incluem o Centro Histórico, o Museu da Energia, o pôr do Sol no Museu de Arte Moderna (MAM) ou no Farol da Barra, visita à Ponta do Humaitá, Forte Montserrat e Museu do Sorvete, na Ribeira. “Muitos jovens acabam não conhecendo a história e cultura da sua própria cidade”, acrescenta Shaikhzadeh. Além dos passeios no período de férias, o Arvorar Jovem tem criado espaços de convivência e empoderamento voltado para o desenvolvimento pessoal de adolescentes ao longo de todo ano. Os encontros, antes restritos para adolescentes, passaram a abraçar outras faixas etárias. Depois dos pré-adolescentes, o Arvorar Mirim foi criado para contemplar crianças de 09 e 10 anos. “Começamos com adolescentes, depois vieram os grupos de jovens adultos, os pré-adolescentes e, por último, a turma do Arvorar Mirim”, comemora Faezeh o crescimento do projeto.Passado o recesso escolar, os encontros do Arvorar Jovem acontecem o ano inteiro, na sede própria do projeto, localizada no Candeal. Os grupos se reúnem uma vez por semana durante uma hora e 20 minutos e são divididos por faixa etária. “A convivência que o programa propicia ao longo do ano permite criar um espaço de confiança onde os participantes podem aprofundar suas reflexões sobre este período tão intenso e desafiador que é a adolescência. Mesmo não sendo uma proposta de terapia de grupo, o Arvorar Jovem é, sem dúvida, uma experiência muito terapêutica”, conclui Eduardo Santos.

Os encontros, mediados por psicólogos, pedagogos e psicopedagogos, criam espaços de diversão onde os jovens podem se conhecer melhor, conectarem-se aos seus pares, participar de atividades de reflexão e ação em prol de uma expressão mais positiva no mundo. As atividades são fundamentadas nas contribuições científicas de expoentes da Educação e Psicologia, a exemplo de Howard Gardner (Teoria das Inteligências Múltiplas), Daniel Goleman (Inteligência Emocional), Peter Senge (Visão Sistêmica), Marshall Rosenberg (Comunicação Não-Violenta), dentre outros. Mãe de Victor, 14 anos, Cirlene Diz conheceu o projeto por indicação da psicóloga do filho. “Inicialmente, pensei que seria importante apenas para fazer amizade com outros jovens mas, com o tempo, percebi que vai além da socialização com os pares. Nos encontros eles abordam temas sociais e sobre a adolescência de forma lúdica e com leveza. Adoro essas socializações enriquecedoras para formação do meu filho”, declarou. As inscrições para as três turmas da edição de meio de ano do Arvorar nas Férias já estão abertas. As vagas são limitadas. Mais informações no site https://arvorarjovem.com.br e inscrições http://bit.ly/ferias_arvorar ou através do telefone (71) 98552-0001.